Por decisão administrativa, Matadouro Municipal de Itabaiana é fechado após prefeito e secretário serem presos

Postado em - 8 de novembro de 2018 - 10:48 - Sem Comentários

Em entrevista à FM Itabaiana, na manhã de hoje, o sub-procurador do Município de Itabaiana, Lucas Cardinali, confirmou a informação de que o Matadouro Municipal foi fechado por decisão administrativa, tomada na noite desta quarta-feira (7), em função das prisões do prefeito, do secretário de Agricultura e de mais outras três pessoas do município.

Segundo Cardinali, um dos motivos que levou à decisão do fechamento se deve ao fato de o secretário de Agricultura, Erotildes de Jesus, estar preso. “A decisão foi tomada no final da noite de ontem. Um dos motivos é o fato de que o secretário responsável pela administração do matadouro não pode estar lá verificando se os serviços estão sendo executados com a qualidade de higiene sanitária e ambiental que precisa. Desta forma, exigiu-se uma medida extrema nesse momento por questões de cautela, já que os responsáveis pelo acompanhamento do abate estão presos. E, provavelmente, é que fique fechado até que essa situação seja enfrentada’, comentou.

O sub-procurador do município negou que o município cobrava uma taxa de R$50,00 por abate, mas sim uma taxa no valor de R$17, 15. “O município nunca cobrou 50 reais, cobrava R$10 no ano de 2017 e a partir deste ano R$17,15, este que é o valor cobrado pelo município e arrecadado aos cofres públicos. Os outros valores não entram para o cofre do município e são utilizados pelas pessoas que trabalham no matadouro para gerencia do trabalho deles”, alega Lucas Cardinali, que reconhece todo os transtornos causados pelo fechamento, mas diz que a administração está buscando encontrar uma solução legal para restabelecer a ordem o mais rápido possível.

No entendimento do vereador Marcos Oliveira, líder do prefeito na Câmara, esta não é uma decisão meramente administrativa, mas que também pode ser interpretada como uma decisão judicial, tendo em vista que se continuasse aberto o crime continuaria ocorrendo. Ressaltou ainda que os responsáveis pela administração do matadouro estão presos, tornando-se inviável seu funcionamento e que, nesta situação, seria preciso, portanto, para que o matadouro volte a funcionar, que fosse nomeado um interventor que se responsabilize pelos pagamentos, mas, para isto, “precisamos de uma mão jurídica, que a Promotoria se responsabilize por isso”.

O fechamento do Matadouro Municipal de Itabaiana, de grande importância para a região, causa um impacto econômico, financeiro e social. Centenas de trabalhadores que sobrevivem do matadouro tiveram os trabalhos comprometidos e são os principais prejudicados nessa situação. Hoje pela manhã, os marchantes se mobilizaram até a Câmara de Vereadores protestando contra o fechamento. A SMTT e do Getam foram acionados para conter e liberar a via.

A assessoria do prefeito de Itabaiana disse que o Matadouro vinha passando por grandes transformações na gestão de Valmir de Francisquinho, deixando a imagem de um local insalubre para se tornar uma referência em infraestrutura, maquinário e higiene, chegando a superar a qualidade de grandes frigoríficos particulares. E que, mais de R$ 7 milhões de reais, parte de recursos próprios do município, vinham sendo aplicados na reforma e ampliação do Matadouro.

Além do prefeito e do secretário, outras três pessoas continuam presas: Jamerson da Trindade Mota, Breno Veríssimo Melo de Jesus e Manoel Messias de Souza, e irão responder por excesso de exação qualificada (cobrança indevida de tributos), lavagem de dinheiro, associação criminosa e crime de licitação, todos comprovados e com provas robustas ao decorrer do inquérito policial.

Segundo o assessor de Comunicação da Câmara Municipal de Itabaiana, Ronaldo Silva, o presidente da Casa ainda não recebeu nenhuma notificação em relação a prisão do prefeito. Disse ainda que um Habeas Corpus será julgado ainda no dia de hoje, caso seja negado e passado o prazo, o prefeito naturalmente deve ser afastado e a vice, Carminha Mendonça, assumirá o cargo. Por enquanto a cidade está sem prefeito.

 

 

Deixe seu comentário!

Para: Por decisão administrativa, Matadouro Municipal de Itabaiana é fechado após prefeito e secretário serem presos


Siga-nos!