Concurso público: um bicho de sete cabeças?

Postado em - 25 de junho de 2018 - 20:33 - Sem Comentários

Uma vaga na Administração Pública é um sonho de muitos. Em tempos de número crescente de desemprego, alcançar a estabilidade do serviço público tem sido a meta de vida de uma avalanche de guerreiros.

Guerreiros? Sim. Quem se propõe a essa meta, sabe que para vencer é preciso travar uma constante batalha, seguir regras, montar estratégias, ser forte, persistente e disciplinado.

Mas, bons ventos sopram a favor dos “concurseiros” para o ano de 2018! Diversos órgãos nacionais, estaduais e municipais planejam abertura de vagas este ano, dando uma verdadeira injeção de ânimo para quem sonha com a carreira pública.

Dentre tantas oportunidades, destaco as ofertadas no nosso estado, Sergipe:

► PM – Sergipe – previsão de 300 vagas

► Bombeiro de Sergipe – previsão de 200 vagas

► Guarda Prisional de Sergipe – previsão de 100 vagas

► Gestor Público – previsão de 19 vagas

► CFO – Bombeiro Militar do Estado de Sergipe – previsão de 12 vagas

Além desses, cujos editais já foram publicados e algumas das provas já realizadas, destacamos alguns outros concursos que estão na iminência de terem editais abertos, no Estado de Sergipe.

► Câmara Municipal de Aracaju – previsão de mais 100 vagas e de abertura no segundo semestre desse ano (2018).

► Magistério – previsão de mais de 2000 vagas, com previsão de edital a ser aberto no segundo semestre de 2018.

IFS (Instituto Federal de Sergipe) – Assistente Administrativo – previsão de 19 vagas, com previsão de edital para o segundo semestre de 2018.

Diante desse quadro extremamente favorável, o que é possível fazer para conquistar a sua vaga? Enumero alguns pontos que reputo importantes. Ajudaram-me e poderão ajudar vocês também:

1 – Não esperar o edital abrir para começar a estudar. Muitos cometem esse erro. Atenção concurseiros!! Iniciar seus estudos antes da abertura do concurso lhe dará vantagens em relação aos que seguem inertes. Saiam da zona de conforto e tenham atitude, o resto flui por tenacidade.

2 – Pegue os editais anteriores e, com base neles, monte seu plano de estudo.

3 – Se já publicado o edital, imprima-o e, com “marca texto”, risque cada tópico estudado. Ao final, vendo todos os tópicos grifados (esse é o ideal), terá a confiança necessária de saber que exauriu (ou pelo menos chegou perto de esgotar) todos os assuntos cobrados. Isso faz toda a diferença para ganhar a autoconfiança e aumentar seu rendimento no dia da prova.

4 –  Estude a banca do seu concurso e entenda como ela elabora as questões. Algumas cobram mais doutrina e entendimento jurisprudencial[1], outras tantas elaboram questões com base na “letra da lei”[2]. E como saber?? Resolvendo questões da respectiva banca.

5 – Resolva MUITASSSS questões[3], diariamente. Considero a melhor ferramenta para fixação dos assuntos. Só erra quem tenta e faz, e é com o erro que você jamais esquece o conteúdo e evolui no aprendizado. Aprenderá por repetição. Acreditem!

6 – Ainda no tópico “questões”, sugiro que resolvam todos os itens (em caso de múltiplas escolhas) e escreva o erro de cada item, assimilando todas as assertivas. As bancas costumam repetir perguntas com “nova roupagem”, razão porque entender cada item aumentará o índice de aproveitamento em questões futuras.

7 –  Profissionalize seu estudo criando um ambiente organizado. A organização do seu local e material de estudos facilitará seu aprendizado e otimizará o que hoje em dia é raridade, o tempo. Além disso, a organização deixará seu estudo confortável, aumentará seu foco e disciplina.

8 – Desligue seu celular ou o coloque longe de você, as redes sociais e aplicativos de conversas têm tomado muito o nosso tempo, e se afastar de tudo aquilo que prejudica a concentração aumentará (e muito) seu rendimento nos estudos.

9 – Busque motivações diárias. Naqueles dias em que estiver descrentes, desmotivados, pensando em desistir, pare, respire fundo, leia depoimentos de pessoas aprovadas, leia algum texto motivacional e NÃO DESISTA.

10 – PERSONALIZE seus estudos. O que é isso? Tente entender seus pontos fortes e seus pontos fracos e, a partir daí, focar e minimizar as supostas deficiências. Mas, seja qual for o seu perfil, procurar livros e materiais de estudos diretos e objetivos, fazer “aulão” de véspera e seguir rigorosamente seu plano de estudos são ferramentas universais de êxito.

Dentro desse contexto, trago-lhes uma pirâmide de aprendizagem, confeccionada a partir de estudos científicos, que pode ajudá-los:

Além disso, quero deixar um recado para você que se acha menos capaz do seu concorrente, que vai para prova com semblante de fracasso. Por que isso? Coloquem na cabeça o seguinte: se você se preparou, se você se dedicou, não há razão para se sabotar. Parem com isso!

Todos nós temos pontos fortes e fracos, todos nós fracassamos um dia, ninguém sabe tudo, todos nós temos nossas dificuldades e batalhas internas, todos (sem exceção). Mirem alto e busquem isso com toda força, e, ao final, perceberás que o sucesso (conceito subjetivo, eu sei) acontecerá naturalmente, em uma perfeita proporção de plantio x colheita.

Nos vemos em sua posse !

 

Forte abraço e até breve!

 

Sigam-me no instagram: @profafernandamenezes

 

[1]Vide informativos www.stf.gov.br, www.stj.gov.br

[2] Todas as leis podem ser encontradas no site www.planalto.gov.br, www.senado.gov.br. Lembrando que esse último site disponibiliza as leis e a própria Constituição Federal em áudio.

[3] Sites aberto de questões www.pciconcursos.com.br, www.qconcursos.com.br (esse último é pago)

Deixe seu comentário!

Para: Concurso público: um bicho de sete cabeças?


Siga-nos!